Aterradora mas essencial / terrifying yet essential

É raro assustar-me com alguma coisa aqui pela quinta, por isso, lembro-me bem das poucas vezes que tal aconteceu, esta foi uma delas.

Era já final de tarde, andava de um lado para o outro, a prender e alimentar os animais, quando me apercebi de uma criatura arrepiante a deslizar, a toda a brida, pela calçada…tinha um tamanho considerável e era pernuda! Tratava-se de uma centopeia-amarela, também conhecida como escolopendra. Admito que nunca tinha visto este insecto antes, e o meu primeiro instinto foi trepar para cima dos fardos de palha e chamar-lhe todo o tipo de nomes. O segundo instinto (ao qual atendi) foi ser racional, tirar proveito deste momento e ficar a conhecer mais um dos muitos e curiosos habitantes desta quinta .

It’s rare to get scared with anything that happens around the farm, so I remember well the few times it happened, this was one of them.

It was already late afternoon, I was pacing back and forth, locking up and feeding the animals, when I noticed a creepy creature sliding fast down the sidewalk … it had a sizeable scale and lots of legs! It was a yellow centipede, also known as a scolopendra. I admit that I had never seen this insect before, and my first instinct was to climb over the straw bales and call it all sorts of names. The second instinct (which I attended) was to be rational, take advantage of this moment and get to know one more of the many and curious inhabitants of this farm.

scolopendraaq

Esta espécie de centopeia é uma das menores da família Scolopendridae. Em contrapartida, é a maior de Portugal e, bem assim, da Europa, podendo atingir os 15cm de comprimento. Nativa do nosso continente, está distribuída de forma vasta, podendo ser encontrada a sul da Europa e à volta do mar mediterrâneo.

Na fase de adulta, a escolopendra pode variar entre castanha, castanha-avermelhada, ou até mesmo castanha-amarelada. As suas antenas são amarelas e apresenta entre 17 a 31 segmentos, chamados tergitos. Estes são traçados a escuro na parte final.

Enquanto juvenil, é amarela com a cabeça em tons de laranja e a marca escura dos tergitos azul. Tem 21 pares de patas e o último é visivelmente maior e mais robusto.

This species of centipede is one of the smallest of the family Scolopendridae, in contrast is the biggest of Portugal and of Europe, being able to reach the 15cm of length. Native to our continent it is vastly distributed, can be found south of Europe and around the Mediterranean Sea.

In adulthood, the scolopendra is brown / reddish brown or even yellowish brown. Its antennae are yellow and have 17 to 31 segments called tergites. These are drawn with a dark stripe at the end. While juvenile are yellow with the head in shades of orange and the dark stripe, blue. It has 21 pairs of legs and the last one is noticeably larger and more robust.

scolopendra3

Durante o dia encontra-se em lugares escuros e húmidos: sob rochas, troncos e amontoados de folhas. Na verdade, tal deve-se à falta de uma cutícula serosa no seu exosqueleto, o que a torna muito vulnerável, uma vez que seca rapidamente, quando exposta directamente à luz do dia.                                                                                                                Quando perturbada esta centopeia recorre quase sempre à fuga, no entanto, se se sentir ameaçada directamente, usará como defesa a sua mordida tóxica.

É uma centopéia carnívora como todos os outros membros que compõem o gênero Scolopendra.                                                                                                                                                   Semelhante a outras centopéias, alimenta-se principalmente de pequenos insectos, como abelhas, moscas, vespas e formigas. Se grande o suficiente em tamanho esta centopeia também pode incluir  pequenos ratos e aranhas, na sua deita, constituída essencialmente por outros artrópodes que mata injectando veneno.

During the day prefers dark and humid places: under rocks, trunks and piles of leaves. This is due to lack of a waxy cuticle in its exoskeleton, that makes it very vulnerable as it dries quickly when exposed directly to daylight. When disturbed S. cingulata almost always will escape rather than attack, however if it feels threatened directly it will use as a defence her toxic bite.

It is a carnivorous centipede like all the other members that make up the genus Scolopendra. Similar to other centipedes, it feeds mainly on small insects, such as bees, flies, wasps and ants. If large enough in size this centipede may also include small rats and spiders in their diet, consisting essentially of other arthropods that it kills by injecting venom.

scolopendra2

scolopendra

A técnica de ataque é bastante interessante, usando as patas traseiras para agarrar a presa. De seguida, torce o tronco até conseguir injectar o veneno com as pinças que se encontram na cabeça (primeiro segmento do corpo). O veneno é um tóxico que provoca paralisia ou até morte, semelhante ao de uma picada de escorpião. A mordida pode ser repetida várias vezes até garantir a morte da presa escolhida. Pode ainda recorrer ao canibalismo e a necrofagia, sendo, no entanto, pouco comum. De notar  que, embora a maioria das pessoas não seja muito afectada pelo veneno da centopeia-amarela, algumas podem ser alérgicas ou apenas mais sensíveis, tornando assim, a interacção imprudente com esta espécie uma situação perigosa. De referir ainda que os seus principais predadores são as aves.

Pese embora seja capaz de administrar uma mordida dolorosa, a Scolopendra cingulata  tem um papel essencial na manutenção de jardins e culturas agrícolas! É excelente no controlo de pragas, consumindo insectos indesejados, fazendo-o de forma natural e inofensiva para o nosso meio ambiente, valorizando, assim, o produto (quando não são usados pesticidas) e aumentando a produção da colheita de forma biológica.

The technique of attack its quite interesting, it will use its hind legs to grab the prey, then twist the trunk until it can inject the venom with the tweezers that are in its head (first segment of the body). The Poison is a toxic that causes paralysis or death, similar to a scorpion sting. The bite can be repeated several times to successfully ensure the mortality of the chosen prey. It may resort to cannibalism and necrophagy, but it is not frequent.  Has to be noted that although most people are not much affected by the scolopendra poison, some may be allergic or just more sensitive, thus making reckless interaction with this species is a dangerous situation. Although scary to most of us the scolopendra isn’t free of predators and the most common are birds.

Its capable of delivering a painful bite, but the Scolopendra cingulata plays an essential role in maintaining agricultural gardens and crops! It is excellent in controlling pests, consuming unwanted insects, doing it in a natural and harmless way to our environment. Valuing the product (when no pesticides are involved) and increasing the production of the crop in a more organic way.

poupascolo

Anúncios

3 pensamentos sobre “Aterradora mas essencial / terrifying yet essential

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s