Aterradora mas essencial / terrifying yet essential

É raro assustar-me com alguma coisa aqui pela quinta, por isso, lembro-me bem das poucas vezes que tal aconteceu, esta foi uma delas.

Era já final de tarde, andava de um lado para o outro, a prender e alimentar os animais, quando me apercebi de uma criatura arrepiante a deslizar, a toda a brida, pela calçada…tinha um tamanho considerável e era pernuda! Tratava-se de uma centopeia-amarela, também conhecida como escolopendra. Admito que nunca tinha visto este insecto antes, e o meu primeiro instinto foi trepar para cima dos fardos de palha e chamar-lhe todo o tipo de nomes. O segundo instinto (ao qual atendi) foi ser racional, tirar proveito deste momento e ficar a conhecer mais um dos muitos e curiosos habitantes desta quinta .

It’s rare to get scared with anything that happens around the farm, so I remember well the few times it happened, this was one of them.

It was already late afternoon, I was pacing back and forth, locking up and feeding the animals, when I noticed a creepy creature sliding fast down the sidewalk … it had a sizeable scale and lots of legs! It was a yellow centipede, also known as a scolopendra. I admit that I had never seen this insect before, and my first instinct was to climb over the straw bales and call it all sorts of names. The second instinct (which I attended) was to be rational, take advantage of this moment and get to know one more of the many and curious inhabitants of this farm.

scolopendraaq

Esta espécie de centopeia é uma das menores da família Scolopendridae. Em contrapartida, é a maior de Portugal e, bem assim, da Europa, podendo atingir os 15cm de comprimento. Nativa do nosso continente, está distribuída de forma vasta, podendo ser encontrada a sul da Europa e à volta do mar mediterrâneo.

Na fase de adulta, a escolopendra pode variar entre castanha, castanha-avermelhada, ou até mesmo castanha-amarelada. As suas antenas são amarelas e apresenta entre 17 a 31 segmentos, chamados tergitos. Estes são traçados a escuro na parte final.

Enquanto juvenil, é amarela com a cabeça em tons de laranja e a marca escura dos tergitos azul. Tem 21 pares de patas e o último é visivelmente maior e mais robusto.

This species of centipede is one of the smallest of the family Scolopendridae, in contrast is the biggest of Portugal and of Europe, being able to reach the 15cm of length. Native to our continent it is vastly distributed, can be found south of Europe and around the Mediterranean Sea.

In adulthood, the scolopendra is brown / reddish brown or even yellowish brown. Its antennae are yellow and have 17 to 31 segments called tergites. These are drawn with a dark stripe at the end. While juvenile are yellow with the head in shades of orange and the dark stripe, blue. It has 21 pairs of legs and the last one is noticeably larger and more robust.

scolopendra3

Durante o dia encontra-se em lugares escuros e húmidos: sob rochas, troncos e amontoados de folhas. Na verdade, tal deve-se à falta de uma cutícula serosa no seu exosqueleto, o que a torna muito vulnerável, uma vez que seca rapidamente, quando exposta directamente à luz do dia.                                                                                                                Quando perturbada esta centopeia recorre quase sempre à fuga, no entanto, se se sentir ameaçada directamente, usará como defesa a sua mordida tóxica.

É uma centopéia carnívora como todos os outros membros que compõem o gênero Scolopendra.                                                                                                                                                   Semelhante a outras centopéias, alimenta-se principalmente de pequenos insectos, como abelhas, moscas, vespas e formigas. Se grande o suficiente em tamanho esta centopeia também pode incluir  pequenos ratos e aranhas, na sua deita, constituída essencialmente por outros artrópodes que mata injectando veneno.

During the day prefers dark and humid places: under rocks, trunks and piles of leaves. This is due to lack of a waxy cuticle in its exoskeleton, that makes it very vulnerable as it dries quickly when exposed directly to daylight. When disturbed S. cingulata almost always will escape rather than attack, however if it feels threatened directly it will use as a defence her toxic bite.

It is a carnivorous centipede like all the other members that make up the genus Scolopendra. Similar to other centipedes, it feeds mainly on small insects, such as bees, flies, wasps and ants. If large enough in size this centipede may also include small rats and spiders in their diet, consisting essentially of other arthropods that it kills by injecting venom.

scolopendra2

scolopendra

A técnica de ataque é bastante interessante, usando as patas traseiras para agarrar a presa. De seguida, torce o tronco até conseguir injectar o veneno com as pinças que se encontram na cabeça (primeiro segmento do corpo). O veneno é um tóxico que provoca paralisia ou até morte, semelhante ao de uma picada de escorpião. A mordida pode ser repetida várias vezes até garantir a morte da presa escolhida. Pode ainda recorrer ao canibalismo e a necrofagia, sendo, no entanto, pouco comum. De notar  que, embora a maioria das pessoas não seja muito afectada pelo veneno da centopeia-amarela, algumas podem ser alérgicas ou apenas mais sensíveis, tornando assim, a interacção imprudente com esta espécie uma situação perigosa. De referir ainda que os seus principais predadores são as aves.

Pese embora seja capaz de administrar uma mordida dolorosa, a Scolopendra cingulata  tem um papel essencial na manutenção de jardins e culturas agrícolas! É excelente no controlo de pragas, consumindo insectos indesejados, fazendo-o de forma natural e inofensiva para o nosso meio ambiente, valorizando, assim, o produto (quando não são usados pesticidas) e aumentando a produção da colheita de forma biológica.

The technique of attack its quite interesting, it will use its hind legs to grab the prey, then twist the trunk until it can inject the venom with the tweezers that are in its head (first segment of the body). The Poison is a toxic that causes paralysis or death, similar to a scorpion sting. The bite can be repeated several times to successfully ensure the mortality of the chosen prey. It may resort to cannibalism and necrophagy, but it is not frequent.  Has to be noted that although most people are not much affected by the scolopendra poison, some may be allergic or just more sensitive, thus making reckless interaction with this species is a dangerous situation. Although scary to most of us the scolopendra isn’t free of predators and the most common are birds.

Its capable of delivering a painful bite, but the Scolopendra cingulata plays an essential role in maintaining agricultural gardens and crops! It is excellent in controlling pests, consuming unwanted insects, doing it in a natural and harmless way to our environment. Valuing the product (when no pesticides are involved) and increasing the production of the crop in a more organic way.

poupascolo

Anúncios

O carpinteiro das florestas / Carpender of the forest

Nestes meses de sol um dos habitantes mais carismáticos da quinta é sem duvida o pica-pau malhado grande (Dendrocopos major) .

Assim que volto a ouvir um “tuc-tuc-tuc” constante vindo do montado, já sei que estão de volta e vão ficar por uns tempos nestas bandas! Na primavera, é comum vermos grupos com mais de dois pica-paus num frenesim de voos ondulantes por entre matas e antigos postes eléctricos de madeira mas assim que chega o Verão passa a ser mais comum ver apenas um, ou dois indivíduos.

In these months of sun one of the most charismatic inhabitants of the farm is undoubtedly the great spotted woodpecker (Dendrocopos major).

Once again I hear a constant “tuc-tuc-tuc” coming from the cork trees , I know they are back and will stay for a while in these parts! In the spring, it’s common to see groups with more than two woodpeckers in a frenzy of undulating flights between  woods and old electric wooden poles but once summer comes for good,  it becomes more common to see only one or two individuals.

 

picapau1.jpg

fêmea/female

 

Já por muitas vezes tentei fotografar os pica-paus que desfrutam aqui do montado para se alimentarem ou cortejarem as suas fêmeas, mas nunca com sucesso. Tímidos e esquivos rapidamente se apercebiam da minha presença e fugiam. Desta vez tive muita sorte e consegui finalmente “apanhar” uma fêmea (distingue-se do macho pela ausência da mancha encarnada na nuca) seguida pelo seu afoito parceiro, que infelizmente não consegui fotografar.

I’ve for many times tried to photograph the woodpeckers that enjoy the cork trees for feeding purposes or courting their females, but never with success! Timid and elusive they quickly realize my presence and fled. This time however I was lucky and finally managed to “catch” a female (distinguished from the male by the absence of red spot on the back of the head) followed by his anxious partner, who unfortunately i didn’t catch.

 

picapau12.jpg

 

 

O pica-pau malhado grande é uma espécie residente em Portugal, e identifica-se pela sua plumagem essencialmente preta e branca e traseira de um vermelho intenso que se destaca do abdómen todo branco. Como já referi anteriormente esta espécie tem um dimorfismo sexual evidente, os machos tem uma mancha vermelha na nuca que as fêmeas, como esta, não apresentam.

The great spotted woodpecker is a resident species in Portugal, and is identified by its essentially black and white plumage and a bright red bottom that stands out from an all white abdomen. As previously mentioned this species has an obvious sexual dimorphism, males have a red patch on the nape that females, like this, do not.

 

picapau13.jpg

macho/male

 

 

Prefere áreas altamente arborizadas, matas e bosques de pinhais, carvalhais, sobreirais  e azinhais para viver e se reproduzir, mas também consegue ser bem sucedido em jardins e parques.

Alimenta-se de insectos que habilmente colecta, sementes de coníferas no inverno  e ocasionalmente (como infelizmente até pude confirmar aqui na quinta) de ovos e crias de outras aves.

They prefer highly wooded areas, forests and woods of pine, oak, cork trees  and helm to live and reproduce, but can also be successful in gardens and parks.

It feeds on insects which it cleverly collects, conifer seeds in winter and occasionally (as unfortunately  I confirmed here in the farm) eggs and young birds.

 

DSC_0863

Caixa ninho de chapins com a entrada danificada pelo pica-pau / Eurasian Blue tit nesting box after being attacked by the woodpecker

DSC_0862.JPG

caixa ninho de trepadeira danificada /  treecreeper nestingbox damaged by woodpecker

DSC_0859

Vestígios do pica-pau na procura de alimento / signs left by the woodpecker after it looks for food

 

Este pica-pau é territorial e escolhe apenas uma fêmea/macho com qual ira se reproduzir. E como o nome indica, o pica-pau, constrói o seu ninho escavando/picando um orifício com cerca de 5cmx6cm de entrada onde fará uma postura anual de 4 a 6 ovos (em media). Ovos estes que serão chocados e criados por ambos os membros do casal.

This woodpecker is territorial and only chooses one  female / male with which will reproduce. And as the name indicates, the woodpecker, builds its nest by digging/pecking a hole about 5cmx6cm in which  he will make an annual posture 4 to 6 eggs (on average). These eggs are to be hatched and raised by both members of the couple.

 

picapau2

Curiosidades:

-Os pica-paus têm penas espessas sobre as suas narinas que ajudam a evitar que partículas de madeira sejam inaladas.

-O seu bico para além de muito forte e pontiagudo atua tanto como um cinzel como um pé de cabra, para remover a casca e encontrar os insetos escondidos.

-Tem uma língua bastante comprida com uma substância colante na ponta para a facil captura de insectos.

 

Curiosities:

-Woodpeckers have bristle-like feathers over their nostrils help to keep wood particles from being inhaled.

-The woodpecker’s strong, pointed beak acts as both a chisel and a crowbar to remove bark and find hiding insects.

-It has a very long tongue, up to four inches in some species – with a glue-like substance on the tip for catching insects.

 

picapau3

 

 

 

 

 

Tempo de escolher um sitio e fazer o ninho / Time to pick a place and build nest

Tempo de escolher um sitio e fazer o ninho         Time to pick a place and build nest

 

Os dias estão maiores, o campo começa agora a encher-se de flores e uma grande variedade de sons enche o ar de musica novamente. Estamos no inicio da Primavera!

As aves vivem agora  com alvoroço a nova estação, disparando pelo céu em busca de um par para iniciar outro ciclo de vida.

Na quinta já se vê bem o desenrolar da primavera, e varias são as espécies de aves que aqui vêem passar a época. Assim que formam um casal o seu primeiro objectivo é escolher um local seguro e seco para construir o ninho.

_______________

Days are longer, the fields  are starting to fill up with flowers and a wide variety of sounds fill the air with music again. Its the beginning of spring! Birds live the season with excitement  shooting across the sky in search of a pair to begin a new cycle of life.

On the farm, already  we see the unfolding of spring, and several are the species of birds coming here to pass the season. And, after forming a couple their first goal is to choose a safe and dry place to build the nest.

________________

Como diria o meu avo, “os ninhos diferenciam-se uns dos outros , especialmente pelo material com que são feitos, pela forma que têm e pelo lugar onde são construídos.”

Na realidade podemos encontrar ninhos no solo, no topo das arvores e arvoredos ou até mesmo dentro de agua!  O tamanho do ninho esta relacionado com a dimensão do seu construtor, quanto maior for a ave, maior o ninho. Uns são verdadeiras obras de arte e engenharia ou outros são toscos e despreocupados.

img101

ilustraçoes da minha Avó / my grandmothers illustrations

Like my grandfather used to say, “the nests differ from each other, especially by the material with which they are made, the way they are formed and the place where they are built.”

In fact we can find nests on the ground, on top of the trees  or even in water! The size of the nest  is closely related to the size of its manufacturer, the larger the bird, the greater the nest. Some are true works of art and engineering others are rough and carefree.

img102

 

 

Vejamos então três espécies que tem passado por aqui época apos época, comecemos pelo nosso mais alegre e destemido residente o chapim-azul (Cyanistes caeruleus).  Pertence a família Paridae, reproduz-se em bosques , parques e jardins. Gosta de nidificar em cavidades nas arvores, mas é uma espécie que aceita com grande facilidade caixas-ninho. Curioso é saber que o casal de chapins ira retornar a mesma cavidade anos após ano, e esta só será ocupada por outros quando o casal inicial já não existir. Põem normalmente de 6 a 8 ovos e para garantir o conforto das suas crias, usam materiais como o musgo, penas, pelos e lã.

_____________________

Lets see three species that pass through here time after time, beggining with our cheerful and fearless resident the blue-tit (Cyanistes caeruleus). It belongs to the Paridae family, are common in woodland, hedgerows, parks and gardens. Likes to nest in tree cavities, but  accepts with great ease nesting boxes. A curious thing to know, every couple of blue tits will  return to the same cavity year after year, and this will only be occupied by others when the initial couple no longer exist. Usually lays 6-8 eggs and to ensure the comfort of their offspring, they use materials such as moss, feathers, fur and wool to build their next.

chapimazul1

Poderá ver um pequeno clip do chapim azul em acção filmado na quinta aqui / you’ll be able to see a little clip of the blue tit filmed in the farm here:

 

Outra espécie que adoro, nidifica e reside no montado o ano inteiro, é a trepadeira (certhia brachydactyla) ! Da família Sittidae, assim como o chapim prefere escolher a proteção dos bosques para se reproduzir, mas pode ser encontrada em zonas urbanas como jardins e parques. Habitualmente constrói o seu ninho em fendas nas arvores ou na cortiça dos sobreiros. Mas tambem aproveita antigas cavidades de pica-pau ou alguma caixa-ninho que encontre.  Habilidosamente constrói o seu ninho em duas camadas, a inferior contem troncos, erva, cortiça e caruma e a superior (que estará em contacto com os ovos, de 5 a 7 tipicamente) é  composta por materiais mais finos como, teia de aranha, penas, musgo e lã. É da visões mais engraçadas, a pequena trepadeira a recolher a lã que as ovelhas aqui da quinta deixam na base dos sobreiros!

________________________

Another species that I love, nests and resides in the corktrees all year is the short-toed treecreeper (certhia brachydactyla)! From the Sittidae family, as well as the blue tit they choose the protection of forests to breed, but can be found in urban areas such as gardens and parks. Usually builds its nest in crevices. But also takes old woodpecker cavities or some nesting box he can find. Skillfully builds its nest in two layers, the bottom contains trunks, grass, cork and pine and the top (which will be in contact with the egg, 5 to 7 typically) is filled of thinner materials such as, spider web, feathers , moss and wool. It is the funniest visions, seeing it climbing to collect the wool that our sheep leave on the base of oak trees!

 

trepadeira30mar

Poderá ver um pequeno clip da trepadeira em acção filmado na quinta aqui / you’ll be able to see a little clip of our sweet treecreeper filmed in the farm here:

Por fim temos outra espécie residente, que vive em bandos de vários membros e a sua plumagem é de um preto muito brilhante e de aspecto sedoso.. o estorninho preto ( sturnus unicolor). Carismático e barulhento o estorninho pertence a  família Timaliidae, gosta de se alojar para época primaveril perto de quintas e habitações, para além destes utiliza uma vasta gama de habitats, desde campos agrícolas a olivais. Como as duas anteriores, é uma espécie que gosta de nidificar em cavidades, que vão das árvores às fendas em penhascos. A sua postura é tipicamente entre os 3 aos 5 ovos.

________________________

Finally we have another resident species, which lives in flocks of several members and their plumage is a very bright black and silky like .. the black starling (Sturnus unicolor). Charismatic and noisy starlings belong to Timaliidae family, it likes to stay near farms and residential areas, in addition to these, uses a wide range of habitats, from agricultural fields to olive groves. Like the previous two, it is a species that likes to nest in cavities, ranging from trees to cracks in cliffs. It lays typically between 3 to 5 eggs.

estorninho30mar22

Poderá ver um pequeno clip do estorninho em acção filmado na quinta aqui / you’ll be able to see a little clip of the starling filmed in the farm here:

 

 

 

 

 

Presa no buraco da agulha / Stuck in the eye of the needle

Enquanto caminhava a passos largos em direção à torneira e pensava nas plantas que tinha de regar, apercebi-me de um assobio. “Será que já abri a torneira?…” Não, estava fechada. Mas o som continuava. Quando olhei para os fardos de palha, logo ao meu lado direito, lá estava ela, uma cobra rateira, presa numa sobra de rede usada para proteger as plantas.

Numa tentativa de passar pelo “buraco da agulha” ficou entalada, e já apresentava um pequeno inchaço, o que indicava já estar naquela posição há algumas horas. O meu pai, que está bastante mais familiarizado com estes animais do que eu, tratou de a soltar da rede e, após verificar que ela se encontrava em perfeitas condições, devolveu-a à liberdade.

cobra11

As I strode towards my garden water tap, thinking about what plants i had to shower, I realized there was a whistle sound in the air. “Have I turned on the tap already?” .. No, it was closed. But the sound continued. When I looked at the straw bales, just to my right, i saw her .. a Montpellier  snake, caught in a spare mesh that we used to protect our trees and plants.

In an attempt to pass through the “eye of the needle” she got stuck, and already had a small swelling, indicating to be in that situation already for a few hours. My father, who is much more familiar with these animals than I, set her free from the net and after verifying that she was in perfect condition, handed her back to freedom.

cobra12

A cobra rateira (Malpolon monspessulanus) é considerada o maior ofídio da Península Ibérica, podendo ultrapassar os 2 metros e viver mais de 25 anos. Distribui-se por todo o território nacional e não se encontra, actualmente, na lista das espécies ameaçadas.

Activa durante o dia, com excepção nos meses de mais calor, onde pode adoptar hábitos crepusculares. Robusta, rápida e ágil esta cobra pode demonstrar um comportamento agressivo quando se sente extremamente ameaçada.

cobrajuv1

The Montpellier snake (Malpolon monspessulanus) is considered the largest snake of  the Iberian Peninsula, can exceed 2 meters and live more than 25 years. It is distributed throughout  Portugal and is not, presently, in the list of endangered species.

Active during the day, except in the months of more heat where she may adopt crepuscular habits. Robust, fast and agile this snake may show aggressive behaviour when feeling extremely threatened.

cobra4

É importante referir que esta espécie é opistóglifa, isto é, os dentes inoculadores de veneno encontram-se no maxilar de cima atraz, o que a impede de injetar veneno no ser humano, e, por isso, embora esta possa ser eficazmente assustadora quando bufa e investe contra a ameaça, a sua mordidela não representa qualquer perigo para os humanos.

Excelente trepadora, assim como nadadora, a cobra recorre com frequência a estas duas capacidades, tanto para se proteger ou aquecer como para caçar.

Cabeça pontiaguda, olhos grandes com as escamas supraoculares proeminentes, a natureza concedeu-lhe um ar feroz e sempre atento. Na fase adulta, o seu dorso apresenta colorações bastante variadas, que vão do  verde oliváceo até ao castanho acinzentado, com o ventre a destacar-se, exibindo uma coloração amarelada com manchas escuras.

img080

It should be noted that this species injects its low toxicity venom through her rear fangs so although she can be effectively scary when snorting and investing against the threat , her bite is not dangerous for the human being.

Excellent climber as well as swimmer, this snake makes extensive use of these two capacities, either to protect herself, get warmer or hunt.

Pointed head, big eyes with prominent above the eyes scales, nature gave her a fierce and always attentive air. Appearing in varied colorings, from olive green to gray/ brown. The belly stands out, displaying a yellowish bright color with dark spots.

DSC_0513 (2)

cobra-rateira adulta / adult montpellier snake

juvenil

cobra-rateira juvenil / juvenile montpellier snake

cobra13

A dieta deste réptil esta intimamente ligada com a sua envergadura, ou seja, enquanto juvenil a cobra-rateira vai alimentar-se quase exclusivamente de insectos, sendo que, à medida que vai crescendo, começa a caçar outros répteis (lagartixas, outras cobras) pequenos roedores,  acabando no ocasional “assalto” ao ninho.

Hibernando  de Outubro a Março, a cobra rateira torna-se mais fácil de observar nos meses da Primavera e Verão, durante os quais se dá o acasalamento e a postura dos ovos, assim como a eclosão dos mesmos.  Presente numa grande variedade de habitats esta cobra aprecia desde pedreiras e matas a zonas agrícolas ou jardins.

cobra14

cobrajuv

The diet of this reptile is closely linked with its body scale, that is, while juvenile the Montpellier will feed almost exclusively on insects, and as it grows begins to hunt other reptiles (lizards, other snakes) small rodents, ending in casual “robbery” to some bird nest.

Hibernating from October to March, the Montpellier becomes easier to observe in the months of spring and summer, during which takes place the mating season as well as the time to lay the eggs. They are present in a wide variety of habitats this snake will appreciate environments from quarries and forests to agricultural areas or gardens.

cobra2

As aves mais exuberantes desta estação / The most exuberant birds of the fall season

O meu avô era um estudioso e grande admirador da vida selvagem em geral, fotografo e conservacionista, passou muito tempo da sua vida em África e viveu praticamente todo o resto numa extensa propriedade no Alentejo. Chegou a escrever um livro sobre aves, livro esse ilustrado magnificamente pela minha avó (e ao qual ainda recorro para esclarecer duvidas). Como podem ver foi onde fui buscar esta vontade de aprender, explorar e dedicar longas horas do meu dia a observar a natureza e a mesma de pintar e desenhar. Vou usar muitas vezes as palavras do meu avô, cada vez que o assunto for aves. Adoro os seus dizeres e quero exprimir a minha admiração pela sua vida e o seu trabalho.

_________________________________________________________

My grandfather was a scholar and a great admirer of wildlife in general, photographer and conservationist, spent much of his life in Africa and lived almost all the rest in a large property in Alentejo. Even wrote a book about birds, this book beautifully illustrated by my grandmother (and to which I still refer today, to clarify doubts). As you can see, its where I picked up  this willingness to learn, explore and devote long hours of my day to observe nature and the same to painting and drawing.I will use often the words of my grandfather, mainly every time the subject is birds. Love his sayings and I want to express my admiration for his life and work.

img017

(o livro do meu avo / my grandfathers book )

img021

(ilustrações da minha avó / my grandmothers ilustrations)

Isto para vos dizer que hoje vou falar de aves! Podia-vos certamente fazer um apanhado de todas as que vejo por esta altura do ano na quinta.. pensei fazer isso, mas vou escolher as três que são mais exuberantes e assíduas por estes dias de Outono nestas paragens:  pisco-de-peito-ruivo, o gaio e o chamariz. Vou vos dar a conhecer cada um deles, através dos meus desenhos, fotografias e pesquisas sobre cada espécie.

________________________________________________

All of this, to tell you that today I will talk about birds! I could certainly do a roundup of all I see during this season around the farm .. I thought about doing this, but I will choose the three species  that are the most exuberant and assiduous in these days of autumn: the robin, the jay and the serin. I will show you each of them, through my drawings, photographs and research on each species.

img019

(ilustrações da minha avó / my grandmothers ilustrations)

img022 

O pisco de peito ruivo ( Erithacus rubecula) pertence a família  Turdidae, que é composta por pequenos e médios passeriformes com cantos bastante elaborados. É pequeno possui patas finas e longas e a sua plumagem é em tons acastanhados,  peito e face são ruivos.

Não sei bem porque, talvez graças aos contos de Beatrix Potter, que eu adoro, mas associo o pisco a algo mágico e encantador.

Vejo-os muitas vezes a saltitar rapidamente por entre as plantas no solo do montado, com as patas juntas, fazem pequenas “vénias” e arrebitam a cauda.

____________________________________________________

The robin (Erithacus rubecula) belongs to Turdidae family, which consists of small and medium-sized passerine with quite elaborate songs. It has small thin, long legs and his plumage is brownish, and the chest and face covered in red tones.

I’m not sure why, maybe thanks to the tales of Beatrix Potter, which I love, but I associate the robin to something magical and enchanting.

I see them often jump quickly through the plants on the ground, with joint legs making small “bows” and perking  their tails.

img020

Agora que a várzea foi lavrada também é comum velos passear alegremente por entre os rebentos de aveia, isto porque é nestes ambientes que encontram o seu alimento,  insectos, caracóis, minhocas. Nidificam em troncos de arvores ocos ( muito comum no nosso pequeno montado) taludes, fendas etc..

É uma espécie residente, mas tenho o prazer de as observar aqui na quinta em maiores quantidades nesta altura do ano.

______________________________________________

Now that the lowland  was plowed its also common to see them strolling happily through the oat shoots, because it is in these environments that they find their food, insects, snails, earthworms. Nesting is done in hollow trunks of trees (very common in our small cork tree forest) slopes, cracks etc ..

It is a resident species, but I am pleased to note that they appear in the farm in larger amounts during this time of year.

DSC_0516  DSC_0484

O gaio (Garrulus glandarius) pertence a família Corvidae, passeriformes de dimensão media a grande, e estrutura pesada com patas grossas e bicos fortes. São geralmente observados em bandos pois tem hábitos sociais. São aves muito atentas e bastante desenvolvidas.

Devo dizer-vos que despertou logo a minha atenção! Também pelas suas cores mas mais pelo seu comportamento peculiar… não é que estava sempre a ver um  pássaro a “aterrar” no meio dos sobreiros, dai a segundos disparava pelo ar com uma bolota no bico, e passado uns minutos voltava para buscar mais. Isto repete-se durante a manha toda, semanas a fio! E as vezes vinham em grupos!!

________________________________________________

The jay (Garrulus glandarius) belongs to the family Corvidae: medium to large passerines, with heavy structure, thick legs and strong beaks. Are usually observed in flocks because they have strong social habits. They are very attentive and well developed birds.

I must tell you that he immediately caught my attention! Not just because of his colors but for his most peculiar behavior … everyday i saw the same bird “landing” in some corcktree,  past a few seconds he fired way into the air with an acorn on its beak.. some minutes pass and he was back for more. It went on, and on and on, all morning, weeks on end! And sometimes they came in groups !!

img013 - Cópia

Tive que ir investigar, e isto foi o que descobri, nas palavras do meu avo “ O gaio é outro formoso ladrão dos nossos bosques: corpo pardo-avermelhado, cauda negra, branca na base, lados das asas azuis com riscos pretos, uma poupa despenteada no alto da cabeça que lhe dá um ar agaitado e refilão”

Tem preferência por zonas com bolotas, que são armazenadas no Outono como alimento para o Inverno, e diz também, que o carregamento de bolotas pode estender-se por vários quilómetros… (esta explicado!!)

_____________________________________________

I had to investigate, and this is what I found, in the words of my grandfather “The Jay is another beautiful thief of our forests: reddish-brown body, black tail, white at the base, wing sides blue with black streaks, a hoopoe disheveled on his head giving him a very cranky and childish air ”

Prefers areas with acorns, which are stored in the autumn as food for the winter.. and also says, that the loading of acorns may extend for several kilometers … (now its explained !!)

img016

É cauteloso e tímido, de difícil aproximação, dai não vos ter conseguido tirar uma fotografia que merece-se  atenção.

É mais um dos nosso residentes mas é por estes dias que aparece mais vezes, e fica mais tempo.

_________________________________________________

It is cautious and shy, difficult to approach, hence the lack of photos that deserve to be showed here.

It’s one of our residents but these days  he appears more often, and stays longer.

img013 - Cópia - Cópia

E por fim temos o chamariz,( Serinus serinus) também conhecido por milheirinha ou serzino, “todo pintado de amarelo e cinzento.”

É da família Fringillidae, um grupo grande e variado de passeriformes relativamente pequenos e de bico grande e cónico.

É uma ave pequena, muito enérgica e gosta de saltitar de ramo em ramo demonstrado um comportamento muito irrequieto.

Na quinta aparecem em bandos, e demonstram uma especial apreciação pelos choupos que circundam o nosso riacho.

__________________________________________________

And finally we have the serin, (Serinus Serinus), “all painted in yellow and gray.”

He is from the Fringillidae family: a large and varied group of relatively small passerines with large and conical beaks.

Its a small bird, very energetic, likes to jump from branch to branch demonstrating a very restless behavior.

Here in the farm they appear in flocks, and demonstrate a special appreciation for the poplars that surround our stream.

terrena_2 terrena_3 terrena terrena_1 DSC_0647 - Cópia